DESCASO E ABANDONO NA BR-259 FORÇA ALUNOS UTILIZAREM BALSA SEM SEGURANÇA

BR-259 – Com a interdição da BR-259, que já passa de duas semanas e sem previsão de liberação, alunos que estudam no estado do Espirito Santo estão fazendo a travessia do Rio Doce através de uma balsa sem qualquer segurança, o que coloca em risco a vida dos alunos . O descaso do DNIT e autoridades ligadas à área tem forçado e empurrado os alunos para soluções que a vida está sempre em risco.

O local da travessia é em Itapina e a balsa é alugada. veja o vídeo abaixo.

Fonte: Pai de aluno

Comentários

Comentários

Esta matéria foi visualizada1.611 vezes

Um comentário em “DESCASO E ABANDONO NA BR-259 FORÇA ALUNOS UTILIZAREM BALSA SEM SEGURANÇA

  • 21 de fevereiro de 2018 em 10:21
    Permalink

    O povo merece isso!
    Esta pedra tem que ficar mais uns 90 dias ali, impedindo o trânsito.
    Os políticos estão de férias, retornaram com as promessas em agosto.
    Merecemos pois não sabemos votar. Temos a memória curta, só para vc ter certeza: Em quem vc votou na ultima eleição para deputado? Votou por consideração a família ou atendendo pedido de amigo?
    Escolhemos pessoas para nos representar e ao contrário, aprovam decretos e leis que nos prejudicam, a título de exemplo, os deputados estaduais que mais obtiveram votos aqui em Cpena, votaram a favor do aumento do ICMS sobre os combustíveis, trocando favores com o governo estadual.
    Merecemos, sim merecemos. Cadê a pavimentação das estradas que ligam à Santa Rita do Itueta, Alvarenga, Tumiritinga, João Pinto? Cadê a faculdade? Cadê hospital de referência?
    Continuaremos votar nestes mercenários, corruptos, egoístas?
    Sim, continuaremos! Este é o futuro que queremos para nós e nossos filhos. Somos impulsionados por pão e circo: carnaval, festas, bolsa família e cestas básicas.
    Somos o melhor povo para políticos.
    Estou juntando dinheiro para me tornar um, se não tem como vencê-los, melhor tornar um deles!!

    Resposta

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *