5 FATOS SOBRE IMPLANTES DENTÁRIOS – Por Dr. Christian Soares e Dra. Samara Ribeiro

Olá gente, hoje vamos conversar sobre um assunto que é minha especialidade: implantes dentários.
Embora seja um procedimento que trás ótimos resultados, muitas pessoas o temem, e isso acaba dando espaço para o surgimento de mitos. Por isso, nesse artigo vou esclarecer algumas das dúvidas mais frequentes em relação a implantes dentários.
Para poder acabar com esses mitos de uma vez por todas, separei nesse artigo os 5 mitos sobre implantes dentários:
1. Implantes dentários, só em último caso?
Os implantes podem ser colocados em qualquer paciente que precise efetuar a substituição de dentes ausentes ou perdidos para poder com isso reabilitar a arcada dentária. Além disso, ele é sim muito bem recomendado por seus ótimos resultados que ele trás aos pacientes. Não é um procedimento que só pode ser feito em casos específicos só muito graves.
O que pode acontecer é um impedimento momentâneo da possibilidade desse procedimento, ou em caso de doenças muito graves, pois em qualquer procedimento cirúrgico é necessário que o paciente se encontre em um bom estado geral de saúde.
2. Problemas de saúde que impedem o procedimento
Como eu disse, existem alguns problemas que comprometem o estado geral de saúde que impedem esse procedimento, isso acontece principalmente com pacientes que sofrem com problemas cardíacos de alto risco, como:
·-Próteses valvulares aórticas ou mitrais;
·-Cardiopatias congênitas;
·-Antecedentes de endocardite infecciosa;
Os outros fatores de uma maneira geral, contra indicam temporariamente ou diminuem a margem de sucesso. Como no caso de crianças, pois estas ainda estão em fase de crescimento.
3. O organismo rejeita os implante?
Essa é uma questão que levanta muita dúvida e medo nos pacientes de modo em geral, mas não há o que temer. Os implantes são colocados em furos feitos no osso, que por sua vez é inerte ao titânio (material de que é feito o implante). Por não “sentir” o titânio do implante, o osso realiza um processo natural chamado de osseointegração que é o travamento do implante pela reconstrução do tecido pelo próprio osso.
Os problemas que são atribuídos a uma possível “rejeição” desse implante ocorrem geralmente no pós-operatório, por causa da falta de cuidados necessários durante esse período.
4. Implantes importados são “melhores” que os nacionais?
Essa questão não tem influencia direta com a qualidade dos implantes. Temos implantes dentários nacionais de ótima qualidade, assim como importados.
É claro que existem modelos de fabricantes de ponta, isso se define pelos acessórios de correção do posicionamento que ele disponibiliza, e isso implicaria diretamente no valor do implante. Mas em relação à qualidade e segurança, todos os fabricantes são obrigados a corresponder aos padrões de qualidade estabelecidos.
5. Implante dentário dói?
O procedimento é feito com anestesia e todos os procedimentos são tomados para evitar qualquer dor.
As queixas que surgem geralmente são por culpa do próprio paciente que deixou de tomar a medicação no período pós-operatório, que é justamente o período de cicatrização e de osseointegração do implante a arcada.
Conclusão
A maioria das dúvidas e mitos mais frequentes estão ligados ao medo do procedimento cirúrgico em si. Se você escolher o profissional especializado não há o que temer. Esse profissional saberá como resolver o seu problema e a melhor forma de te ajudar em todos os casos.
Eu sou o Dr. Christian Soares, espero que esse conteúdo tenha sido muito útil para você que precisa passar por esse procedimento e está com dúvidas.

Agende sua avaliação. 3261-1944
Até a próxima!

Comentários

Comentários

Esta matéria foi visualizada363 vezes

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *