EM 2019 PREFEITURA DE CONSELHEIRO PENA SÓ PODERÁ REALIZAR FESTAS E EXPOSIÇÕES SE NÃO TIVER DÍVIDAS NAS ÁREAS DE SAÚDE, EDUCAÇÃO E ASSISTÊNCIA SOCIAL

Com a aprovação da Lei Orçamentária de Conselheiro Pena para 2019, os vereadores incluíram uma emenda, condicionando a realização de festas e exposições pela prefeitura apenas se não houver dívidas com saúde, educação e assistência social.
A previsão de arrecadação para 2019 ficou estimada em R$ 54.950.000,00. Os vereadores através da Comissão de Finanças, Orçamento e Tomada de Contas, ao apreciarem a matéria, entenderam que o município precisa priorizar seus gastos de forma que não haja dívidas e mesmo assim se gastar com festas.
A proposta foi aprovada por unanimidade, e foi inserido também um novo texto no que se refere a suplementações orçamentárias, que a partir de 2019, a senhora prefeita deve enviar para a Câmara projeto de Lei específico em que deverá ser votado e aprovado pela casa, em cada necessidade.
Segundo os membros da comissão de Finanças, Vereadores Vinícius Tápias, Lu Bichara e Selma do Sindicato, o orçamento municipal deve ser melhor conduzido e fiscalizado, afim de garantir que os investimentos necessários sejam feitos nos locais corretos e ainda, que a manutenção da máquina administrativa deve ser feito com planejamento e transparência.
O Projeto de Lei foi sancionado pela Prefeita Eliana Morais, sem vetos o que culminou com a promulgação da Lei Municipal 2.381 de 13 de novembro de 2018.
Os gastos da Câmara foram estimados em R$ 2.350.000,00.
Segundo ainda a comissão de Finanças da Câmara, os orçamentos municipais tem sido elaborados sem a participação popular de qualquer que seja, e ainda são fixadas despesas com dotações genéricas o que coloca a população à mercê da administração, fazendo com que muitas comunidades que não são ouvidas acabam ficando sem inclusão de seus anseios no orçamento municipal. Enquanto não houver participação da população na elaboração do orçamento, há uma constante necessidade vigilância e fiscalização mais próximas.

Comentários

Comentários

Esta matéria foi visualizada1.818 vezes

6 comentários em “EM 2019 PREFEITURA DE CONSELHEIRO PENA SÓ PODERÁ REALIZAR FESTAS E EXPOSIÇÕES SE NÃO TIVER DÍVIDAS NAS ÁREAS DE SAÚDE, EDUCAÇÃO E ASSISTÊNCIA SOCIAL

  • 3 de dezembro de 2018 em 14:05
    Permalink

    Sigo acreditando que é possível fazer uma política voltada para o bem do município, sem segundas intenções.
    Tiro o meu chapéu para os que estão tentando.
    Meus parabéns.

    Resposta
  • 6 de dezembro de 2018 em 05:36
    Permalink

    PARABÉNS PELA CORAGEM SENHORES VEREADORES. ESTÃO PROVANDO QUE REALMENTE SÃO REPRESENTANTES DO POVO DE C.PENA. QUERO VER AGORA FAZEREM FESTAS POLITICAS COM ESSA NOBRE DECISÃO DA CAMARÁ DE VEREADORES DE C.PENA. PARABÉNS………….

    Resposta
  • 7 de dezembro de 2018 em 00:51
    Permalink

    A cidade vai virar a cidade fantasma, já não tem nada sem carnaval , sem exposição , e festas nos distritos , podem soltar uma bomba aqui dentro, sem falar que todos os comerciantes irão chorar pois os msm dizem que só fazem um extra em época de festas tradicionais, agora vem um bando de vereador que estão pensando nos seus candidatos a prefeito pra próxima eleição e estao querendo boicotar as festas de cp e distritos, resumindo vão acabar com cp de vez pq essa lei vai servir contra seus próprios candidatos Caso vencem a eleição, ou então irão chacotar a cara do povo aprovando as festas msm com dívidas por ser o candidato que eles apoiam!!!! Tudo armação pra se tentar ganhar a política daqui 2 anos , não querem o bem de cons pena e sim o bem de seus aliados políticos que são contra a atual administração!!! Querem ajudar ? Procurem ajudar a cobrar o estado de minas que não repassa as verbas, querem ajudar ? Cresçam com seus próprios méritos e não falando mal das prefeituras que estão em tempos de calamidade financeira!!! Melhor abaixem seus salários de 7 mil reais pra um salário mínimo e cortem as cortesias que tem todo mês por reuniões . Cons pena uma cidade onde um quer aparecer mais que os outros , isso tudo pelo poder e não pela população.

    Resposta
  • 7 de dezembro de 2018 em 20:44
    Permalink

    Qual a função de um vereador??? Quanto custa no bolso do Conselheirense os custos anual com cada vereador??? Após estas duas respostas, conclui-se que foram eleitos para fiscalizar e recebem muito bem para desenvolver esta função ( trabalho) para não permitir evasão de receita, seja por gastos com pao e circo ou corrupção. ENTÃO povo de Conselheiro……cobre dos vereadores resultado. E digo mais: o vereador que não cumprir basta intentar ação Civil pública culminada com responsabilidade soludaria e ressarcimento ao erário

    Resposta
  • 8 de dezembro de 2018 em 19:11
    Permalink

    Porque somente agora os funcionários do povo: chamado vereadores; impõe esta condição? Quer dizer que as festança anteriores não eram pao e circo????? Anos de retrocesso e má administração……neste sofrido município. Espera-se que a condição imposta seja cumprida e permaneça. E que os funcionários do povo desta Cidade fiscalize outros desmandos e cumpra o papel para o qual foram eleitos e recebem muito bem por isto.

    Resposta

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *