POLÍCIA CIVIL CONCLUI INQUÉRITO E PRENDE PAI SUSPEITO DE ESTUPRAR A PRÓPRIA FILHA EM RESPLENDOR

Foto: Divulgação/Polícia Civil

A Polícia Civil de Minas Gerais (PCMG) concluiu, na última sexta-feira (29/03/2019), um inquérito que apurou crime de estupro de vulnerável, no qual o pai teria abusado sexualmente da filha desde que esta tinha cinco anos de idade até os seus 10 anos e ainda teria tentado manter relações com a criança dos 10 aos 13 anos, na cidade de Resplendor, no Vale do Rio Doce. A vítima, que acabou indo para o mundo das drogas e prostituição, foi encaminhada ao atendimento psicológico e de apoio social.

Atualmente, com 15 anos de idade, a vítima relatou com detalhes como se davam as ações do pai e disse que só se via livre quando o suspeito era preso por envolvimento em crime de tráfico de drogas. A folha de antecedentes do investigado W.S.A, de 36 anos, é extensa.

Uma enteada do investigado, de 17 anos, que também teria sido molestada desde os seus 11 anos de idade, relatou que viu a irmã sendo abusada. Ela disse que, atualmente, está casada e grávida, mas “se tivesse ficado na companhia do padrasto, teria ido para um caminho ruim, como a irmã”, afirmou a menor.

A Delegada responsável pelo caso, Dulcilaine Alcântara Gonçalves, representou, então, pela prisão do investigado, considerando que este poderia intimidar a filha e a enteada, além do fato de ele receber visitas de outra filha de 10 anos e conviver maritalmente com outra mulher que tem uma filha de 12 anos de idade, representando risco às adolescentes.

Dessa forma, o investigado W.S.A foi preso preventivamente e encaminhado ao Sistema Prisional, podendo receber condenação elevada pela multiplicidade das ações de violência sexual e pelos antecedentes negativos.

Comentários

Comentários

Esta matéria foi visualizada1.408 vezes

Um comentário em “POLÍCIA CIVIL CONCLUI INQUÉRITO E PRENDE PAI SUSPEITO DE ESTUPRAR A PRÓPRIA FILHA EM RESPLENDOR

  • 7 de junho de 2019 em 16:51
    Permalink

    Olá, parentes de Resplendor. Lucio, Marco Aurélio, Fabiana, Betinha, Ana… enfim, todos.
    Lembram-se do Ricardo?

    Resposta

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *