COMERCIANTE É ASSASSINADO EM CONSELHEIRO PENA

Conselheiro Pena – Um comerciante foi assassinado na madrugada de 20/10, na estrada que liga Conselheiro Pena ao distrito de Krenak, município de Resplendor.

Segundo consta do Boletim de Ocorrência, o corpo de José Lacerda foi encontrado com várias perfurações e um corte profundo no pescoço.

Os militares foram informados que o autor seria, Cleiton O. L. 20, que segundo informações de testemunhas teria saído de casa por volta das 23h levando consigo uma faca. Os militares então saíram em rastreamento do suspeito, e na casa de conhecido seu, os policiais encontraram no fundo de uma bolsa vermelha uma chave que seria do veículo da vítima, um Ford Focus.

Os militares encontraram o suspeito, e ao questionarem sobre a chave, Cleyton teria dito aos policiais ter encontrado com a vitima em frente a uma escola no centro da cidade e teriam ido ao local onde o corpo de José Lacerda foi encontrado.

Segundo a Polícia Militar, Cleyton, disse que havia matado José Lacerda, a golpes de faca e após abandonar o corpo, pegou o carro e fugiu.

Os militares encontraram o veículo e dentro a faca do crime.

Peritos da Polícia Civil estiveram no local, e constaram que os golpes de faca iniciaram dentro do veiculo e posteriormente, já com a vitima ao solo, foi efetuado o degolamento da vítima.

O veículo da vítima foi entregue a um familiar. O suspeito foi preso em flagrante  e encaminhado para a Delegacia de Governador Valadares.

Equipe de Militares: Ten. Rodrigo, Sub Ten David, Sgt Teodoro, Sgt Nilton Costa, Sgt Magela, Cb Kayro, Cb Oliveira, Cb Ambrósio, Cb Thiago Terra, Cb Múcio

Equipe Polícia Civil: Investigador Lages Ley e Perito Guilherme Eustáquio

Comentários

Comentários

Esta matéria foi visualizada12.369 vezes

2 comentários em “COMERCIANTE É ASSASSINADO EM CONSELHEIRO PENA

  • 20 de outubro de 2019 em 21:19
    Permalink

    Credo..a tolerância zero ta extinta em todos os lugares,até em lugares pequenos.misericordia e o q Deus mais requer.

    Resposta
  • 21 de outubro de 2019 em 21:07
    Permalink

    Covardia pura…
    Certeza da impunidade…

    Resposta

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *