A NOVA E A VELHA POLÍTICA – Por João Batista*

O conceito de política nasce na antiga Grécia, naquela época os gregos já se organizavam e se uniam na polis (cidade) para decidir os rumos da população, desde então as nações vêm evoluindo e construindo mecanismos que facilitem a compreensão e a utilização racional da política, por mais que um individuo tenha uma certa aversão pela política jamais ele conseguirá viver sem ela, como Aristóteles dizia; o homem é por natureza um animal político, a política em sua essência é boa e necessária, as vezes pessoas desprovidas de princípios e caráter fazem da política uma “arma” contra a própria população.
Nos últimos tempos a política em nosso país entrou em decadência em todos os níveis, isso abriu espaço para uma nova consciência social, houve-se então a necessidade de uma reforma política, como uma reforma envolve uma complexidade sem precedente, foram feitas algumas mudanças com o objetivo de reduzir a corrupção e fortalecer a democracia, onde foram implantadas a clausula de barreira e a clausula de desempenho, onde uma estabelece o fim das coligações proporcionais e a outra exige o mínimo de votos para se ter direito ao fundo partidário e tempo de TV, outro ponto também que merece a atenção de todos, inclusive de quem pretende concorrer a algum cargo eletivo, são as novas regras para as disputas eleitorais, pois quem não observar as leis eleitorais durante as campanhas, corre o risco de ter todos os esforços perdidos.
As pessoas em geral estão se informando melhor, na velha política um candidato convencia o eleitor com mais facilidade, hoje esse cenário mudou, nos dias atuais o candidato precisa, alem de uma conduta ilibada, ter carisma sinceridade e, de alguma forma, provar para o eleitor o que diz, o eleitor conta hoje com diversos mecanismos que o ajuda a se informar e se comunicar melhor, o candidato que não se adaptar com a nova forma de fazer campanha eleitoral, está condenado à derrota, é sempre importante lembrar que quem elege um candidato é a grande massa, grupo seleto de pessoas não consegue eleger, se quer, um sindico de um pequeno prédio, por isso um candidato precisa ter, dentre outros atributos, humildade, carisma, sinceridade e caminhar lado a lado com a população em geral.

* Bacharel em Ciência Politica, Pós Graduando em Políticas Públicas, Secretário de Formação Politica do PSL em Conselheiro Pena

* o texto é de inteira responsabilidade de seu autor e não representa necessariamente a opinião do Jornal Notícias no Leste

Comentários

Comentários

Esta matéria foi visualizada329 vezes

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *