Da série: transtorno de aprendizagem. Segunda Discussão – Disortografia /disgrafia e a escrita

Classificadas no DSM -5- TR em “F81.81, com prejuízo na expressão escrita:
Precisão na ortografia / Precisão na gramática e na pontuação / Clareza ou organização da expressão escrita “
Nestas condições o indivíduo apresenta dificuldade em colocar de forma escrita o que deseja expressar. Acontecem erros básicos e recorrentes de ortografia e gramática, omissão de letras, substituição de sílabas, confusão de sons e aplicação incorreta de regras gramaticais. As anotações podem parecer ilegíveis, desconexas ou numa escrita muito lenta. Não se trata de uma letra feia, como muitos pensam, mas de ilegibilidade, onde nem a própria criança entende o que escreve, podem estar no nível da palavra, organização de frases, textos ou todas elas.
Essas ocorrências não estão relacionadas com as habilidades intelectuais da criança, adolescente ou adulto.
Essas condições podem ser motora ou e perceptiva. A primeira se caracteriza pela dificuldade motora no momento de escrever letras ou números. A criança pode dominar a leitura e a oralidade, mas não conseguir escrever as palavras corretamente.
Já o segundo tipo se refere à dificuldade de assimilação de letras, palavras, frases e números com os seus devidos sons. Um sinal comum desse transtorno é a inabilidade da criança de participar de ditados na sala de aula. O que também não está relacionado à problema de audição, mas na percepção auditiva ou ainda na aplicação automática daquilo que ouviu.
Elas podem surgir isoladamente ou virem acompanhadas da dislexia, que já reportamos anteriormente. Os professores são os primeiros a perceber os sinais e neste caso devem alertar às famílias e indicar uma avaliação com especialista.
O fonoaudiólogo pode realizar o diagnóstico, o acompanhamento com psicopedagogo e
psicólogo é fundamental.
Se despertou alguma suspeita de algum tipo de transtorno específico de aprendizagem, entre em contato e agende uma avaliação.
Renata Lopes – Neuropsicopedagoga e Psicopedagoga (33) 98465-3359 ou no espaço de atendimento na Rua José Maurício de Vasconcelos, 1759, loja 02 (ao lado da farmácia São José, prédio conhecido como mine shopping) Conselheiro Pena – MG.

Esta matéria foi visualizada329 vezes

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *