A ODONTOPEDIATRIA E A ORTOPEDIA : A ASSOCIAÇÃO PARA PREAVENÇÃO DA MONOCLUSÃO – Por Dra. Fátima Zambon

A odontopediatria e a ortopedia são especialidades odontológicas que se complementam na prevenção, diagnóstico e tratamento das alterações do crescimento e desenvolvimento craniofacial.

É muito importante começar a cuidar da saúde bucal das crianças desde o aparecimento dos dentes decíduos. quanto mais cedo começar o trabalho de prevenção, melhores serão as perspectivas de dentes saudáveis e bonitos, com mínima intervenção na vida.

A incidência de maloclusões pode ser efetivamente reduzida se os cirurgiões-dentistas diagnosticarem condições incipientes que influenciem no desenvolvimento normal da oclusão dentária. dessa forma, é valido salientar que o diagnóstico precoce através da associação da odontopediatria e ortopedia podem prevenir e atenuar o grau de severidade das maloclusões. grande parte das maloclusões são causadas devido a problemas relacionados ao desequilíbrio entre o tamanho dos dentes e das bases ósseas.

Durante a evolução da oclusão, até o estabelecimento de uma dentição permanente, ocorre uma série de eventos de maneira ordenada e oportuna, resultando em uma oclusão funcional, estética e estável. no entanto, certos fatores podem afetar negativamente a evolução da oclusão e o crescimento de estruturas ósseas adjacentes.

Etiologia das Maloclusões

toda maloclusão tem origem multifatorial. muitas das vezes precisa de mais de um fator para ocasioná-la.

Moyers et al., 1991 afirma que existe uma equação que tem as causas (hereditárias, de origem desconhecida, traumatismo, hábito bucal, má nutrição) que atuam em um determinado período (contínuo ou intermitente) e que pode ser na dentição decídua, mista ou permanente, essas causas agem sobre os tecidos (dentes, ossos, músculos) gerando uma maloclusão ou displasia óssea ou disfunção. geralmente ocorre seguindo essa ordem.

Os fatores etiológicos são divididos em dois tipos: fatores extrínsecos ou gerais, aqueles que não dependem do ortodontista para tratar (exemplos: acidentes, traumatismos, hereditariedade, meio ambiente, moléstias ou deformidades congênitas); e fatores intrínsecos ou locais, que o ortopedista funcional dos maxilaes pode tratar (exemplos: cárie, perda dentária prematura, alterações dentárias e hábitos bucais deletérios).

Qual a época ideal do tratamento ofm?

entender o normal de uma oclusão, reconhecer, identificar desvio de normalidade, e saber quando intervir é de suma importância para o tratamento multidisciplinar.

a importância da intervenção precoce é que ela proporciona aos pacientes benefícios funcionais relacionados à mastigação, vocalização e deglutição.

também existem benefícios estéticos porque, por questões estéticas, muitas crianças e adolescentes reclamam de bullying. para esses dois problemas são necessário tratamento precoce. além disso, o dentista deve ser capaz de determinar quando recomendar o tratamento para a dentição mista, porque essas medidas podem reduzir a complexidade e até eliminar a necessidade do segundo estágio do futuro tratamento odontológico.

  • Dra. Fátima Zambon é Cirurgiã Dentista – Especialista em Odontopediatria
  • O texto é de inteira responsabilidade da autora
Esta matéria foi visualizada154 vezes

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *