POLÍCIA CIVIL EM GALILÉIA DEFLAGRA 2ª FASE DA “OPERAÇÃO SENTINELA” E PRENDE SUSPEITOS DE ASSASSINATO DE RAPAZ DE 16 ANOS

carrgalileia

A Polícia Civil de Minas Gerais em Galiléia com apoio da Delegacia de Conselheiro Pena, realizou no último dia 06, a segunda fase da “Operação Sentinela” que foi deflagrada no dia 1º de fevereiro após investigações a cerca do assassinato do menor Vanderli Alves da Silva, 16 anos, em outubro de 2017.

Na data do crime, durante apurações e diligências, a Polícia Civil tomou conhecimento que Vanderli foi visto na noite anterior a localização do seu corpo, sendo abordado por dois indivíduos que estavam em um veículo, sendo eles M.G.C., 27 anos, conhecido como “Marcelinho” e E.M.O., 33 anos, conhecido como “Biu, Bill”, após abordagem, a vítima teria entrado no veículo sendo posteriormente localizado sem vida.

O corpo de Vanderli foi encontrado no dia 29 de outubro de 2017, em uma propriedade rural conhecida como “Fazenda Paulo Pereira”, pertencente à zona rural do município de Galiléia. Foi constato pela perícia e por laudo de necropsia que o adolescente apresentava 14 (quatorze) perfurações causadas por arma de fogo, com lesões na área das costas e face.

No curso das investigações foi apurada a existência de um grupo, composto por Guardas Municipais de Central de Minas, J.B.F., 63 anos, G.A.S., 56 anos, “Marcelinho” e “Biu, Bill”, sendo apenas este último, amigo dos demais membros e não pertencente ao quadro de servidores municipais do referido Município e que supostamente estariam envolvidos em outros homicídios ocorridos naquela região além do que vitimou Vanderli.

A autoridade policial de Galiléia Dra. Verenna Veloso, representou pela prisão preventiva de M.G.C. e E.M.O., sendo aceita pelo Judiciário que expediu os mandados de prisão os quais foram cumpridos nesta segunda fase da Operação. Os suspeitos se encontram no presídio de Governador Valadares onde permanecerão à disposição da Justiça.

Relembrando que a “Operação Sentinela” recebeu essa denominação pelo fato dos suspeitos trabalharem como “vigilantes noturnos, sentinelas” para “garantirem a segurança” dos patrimônios públicos.
Chefe do 8º Departamento: Dr. Fábio de Sousa Henrique
Delegada Regional Interina: Dra. Juliana Flávia Borges Fiúza
Delegada da Comarca de Galiléia e responsável pelas Investigações: Dra. Verenna Veloso
Investigadores e Escrivães que participaram da 2ª fase da Operação: Elias Cássio, Carlos Lopes, Hermínio Tome e Herculano Nunes.

Comentários

Comentários

Esta matéria foi visualizada1.270 vezes

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *