É NOSSO DEVER CUIDAR DO MEIO AMBIENTE – Por Valter de Andrade

Valter Ferreira de Andrade – Técnico em Saneamento Ambiental / Servidor da FUNASA

É visível aos olhos de todos que a natureza vem sofrendo agressões de todas as formas, trazendo com isto consequências graves para a humanidade. Infelizmente convivemos ainda com práticas milenares na exploração dos recursos naturais. Podemos citar inúmeros exemplos de danos causados ao meio ambiente, tais como desmatamento generalizado, queimadas, lixões a céu aberto, esgotos domésticos e industriais lançados nos cursos de água sem nenhum tratamento e etc.
A degradação Ambiental vem assolando o planeta como um rolo compressor, acompanhado de dois agregados de peso como a degradação social e econômica. A grande preocupação é que mesmo diante do quadro assustador, acordos e documentos firmados nos encontros internacionais visando a minimização dos impactos ambientais são ignorados e dificilmente sairão dos papéis.
O resultados da forma irracional de como vem sendo tratado o meio ambiente é o que comumente vemos por onde andamos, ou seja: erosão, assoreamento, poluição, extinção de cursos de água, descapitalização do produtor rural, pobreza e o êxodo rural. De acordo com o tratamento a natureza dá a sua resposta.
Adquirimos uma cultura de que os recursos naturais são inesgotáveis, puro engano, pois assistimos hoje em nosso país ou mesmo em algumas regiões do nosso próprio município passando por sérias dificuldades pela falta de água. Percebemos que para a maioria é muito difícil conciliar o desenvolvimento com a preservação dos recursos naturais, mas enxergamos também que é urgente e necessário à adoção de medidas que favoreça o equilíbrio do meio ambiente, pois do contrário, a espécie humana que já vem sofrendo pelos danos provocados pelas próprias mãos, poderá se extinguir.

Comentários

Comentários

Esta matéria foi visualizada226 vezes

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *