PRÉ – NATAL – Por Dr. Luiz Eduardo G. Ribeiro

Gravidez, momento mágico e sublime da mulher. O privilégio de carregar um filho no ventre, sabendo ser um pedacinho seu, com suas características, seu DNA, é algo único. Mas para que tudo transcorra bem e sem sustos, a nova mamãe precisa de um acompanhamento profissional Médico, chamado de Pré-natal.
O Pré-natal pode prevenir o desenvolvimento de condições graves e ajudar a gestante a lidar com suas inseguranças ao longo da gravidez. Ele tem o papel fundamental na prevenção e/ou detecção precoce de patologias maternas e fetais. Realizá-lo corretamente permite o desenvolvimento saudável do bebê e reduz os riscos para a gestante.
As consultas também são uma oportunidade para a mulher tirar dúvidas e se sentir mais tranquila e confiante com a nova fase da vida que está por chegar. A realização do pré-natal permite identificar doenças já presentes no organismo, mas que podem evoluir de forma silenciosa, como hipertensão arterial, diabetes, problemas no coração, anemia e doenças infecto-contagiosas como a Sífilis.
O diagnóstico dessas doenças permite que o médico indique um tratamento adequado e assim evite maiores prejuízos à mulher e ao bebê. Além disso, durante os exames e consultas, o profissional de saúde irá identificar se o feto apresenta malformações, doenças cromossômicas, restrição do crescimento intra-uterino (Ciur) ou outras questões que exijam atenção.
O pré-natal também possibilita identificar a existência precoce de pré-eclâmpsia, condição que se caracteriza pela elevação da pressão arterial, comprometendo a função hepática, renal e cerebral; podendo ocasionar em sua forma grave convulsões, comas e até a morte materna.
Principais objetivos do pré-natal:
-Preparar a mulher para a maternidade, proporcionando informações educativas sobre o parto e os cuidados com o bebê;
-Conversar sobre hábitos de vida e higiene pré-natal;
-Fornecer orientações sobre o uso de medicações ou ações que possam prejudicar o feto;
-Tratar das manifestações físicas próprias da gravidez;
-Cuidar de doenças que possam interferir no andamento da gravidez;
-Fazer prevenção, diagnóstico precoce e tratamento de doenças próprias da gestação;
-Orientar psicologicamente a gestante para lidar com a maternidade;
-Aconselhar a gestante com relação a temas como dieta, higiene, sono, hábito intestinal, exercícios, vestuário, sexualidade, hábito de fumo, álcool, drogas e o que mais for necessário;
-Informar sobre o parto saudável e humanizado.
Procure um Médico Obstetra para o acompanhamento adequado da sua gravidez, para que possa desfrutar de uma gestação saudável e tranquila.
Através do pré-natal que ele identificará qualquer intercorrência, solicitando exames de sangue e ultrassonográficos nas épocas apropriadas, além da conferência das suas vacinas.

*Médico Generalista- Ginecologia e Obstetrícia

**o texto é de inteira responsabilidade do autor e não representa necessariamente a opinião do site

Comentários

Comentários

Esta matéria foi visualizada281 vezes

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *