CÂNCER DO CÓLO DO ÚTERO – Por Dr. Luis Eduardo

O Câncer de Colo de Útero (também chamado de câncer cervical) é ocasionado por infecção persistente por alguns tipos do Papilomavírus Humano – HPV (chamados de tipos oncogênicos). Estes podem se manifestar através de verrugas na mucosa da vagina, do pênis, do ânus, da laringe e do esôfago. Segundo os dados de 2020 do Instituto Nacional de Câncer (Inca), excetuando-se o câncer de pele não melanoma; o câncer de colo de útero é o terceiro tumor mais frequente entre as mulheres, perdendo apenas para o câncer de mama e do colorretal.
Riscos que favorecem o aparecimento dessa doença: Sexo desprotegido com múltiplos parceiros; Histórico de DSTs (HPV); Tabagismo; Idade precoce da primeira relação sexual; Uso prolongado de anticoncepcionais; Ao contrário do que se acredita, a endometriose e a genética não possuem relação com o surgimento desse câncer.
Principais sintomas: Corrimento persistente de coloração amarelada ou rosa e com odor forte; sangramento intermitente ou após o ato sexual; dor pélvica associada a queixas urinárias ou intestinais.
Prevenção: O Ministério da Saúde implementou no calendário vacinal, em 2014, a vacina tetravalente contra o HPV para meninas de 9 a 13 anos. A partir de 2017, o Ministério estendeu a vacina para meninas de 9 a 14 anos e meninos de 11 a 14 anos. Essa vacina protege contra os tipos 6, 11, 16 e 18 do HPV. Os dois primeiros causam verrugas genitais e os dois últimos são responsáveis por cerca de 70% dos casos de câncer do colo do útero.
Usar preservativo em suas relações sexuais (mesmo que use anticoncepcional).
Exame preventivo (Papanicolau) regularmente.
Quem deve fazer preventivo: segundo a Febrasgo (Federação Brasileira das Associações de Ginecologistas e Obstetras), toda mulher que tem ou já teve vida sexual e que estão entre 25 e 64 anos de idade. Aos 65 anos, apresentando a paciente 2 exames anteriores normais, passa a ser realizado a cada 3 anos .
Visite seu médico Ginecologista periodicamente e não deixe de fazer seu preventivo. E lembre-se, seu corpo, suas regras; use preservativo!

 

*Médico Generalista- Ginecologia e Obstetrícia

**o texto é de inteira responsabilidade do autor e não representa necessariamente a opinião do site

Comentários

Comentários

Esta matéria foi visualizada211 vezes

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *