VOCÊ É ESPECIAL – Por José Nilson*

Matar começa no interior, na mente, no coração!
Nas últimas décadas, observa – se o crescimento ininterrupto dos casos de suicídio no Brasil.
Trata – se de um fenômeno complexo, e de muitas faces, que pode afetar indivíduos de diferentes origens, classes sociais, idades, orientações sexuais e identidades de gênero. Mas pode ser evitado, é preciso está atento aos diversos fatores e causas. No geral as pessoas estão cada vez menos solidárias, insensíveis, sem tempo, gostam de rotular, fazem pré – julgamentos, não resolvem os conflitos, etc., com isso muitos se sentem fragilizados e impotentes ante as dificuldades da vida.
Antes de tirar a própria vida uma pessoa apresenta alguns sinais, tipo: baixa – estima, perda da esperança, alteração extrema do humor, tristeza, raiva, ansiedade, irritabilidade, sentimento de culpa, vergonha, esses são sinais que se deve ficar atento. Tem frases que um possível suicida costuma dizer, tipo: Estou com vontade de sumir! Só causo problemas! Mim sinto sozinho, sozinha! Estou perdido, perdida! Ninguém gosta de mim! A vida não vale à pena! Ou até mesmo um silencio continuado, um isolamento, deixar de fazer coisas que davam prazer, podem ser sinais. Será que a morte é o melhor caminho para resolver uma situação? Não pode ser!
É muito preocupante a forma que estamos lidando com a vida, tudo se tornou muito líquido, fazemos, falamos, assim como deixamos de fazer e deixamos de falar tanta coisa, sem se preocupar com as conseqüências, em muitas situações agimos de forma totalmente irresponsável. É preciso fortalecer as pessoas, sobretudo na fé, no espírito, na personalidade, no caráter, para que possam ser capazes de enfrentar as adversidades sem traumas, sem constrangimentos.
Aconteça o que acontecer, a vida tem que continuar! Para isso os pais, responsáveis e cada um de nós em particular, precisamos assumir nosso compromisso com a vida, amando mais, cuidando mais, abraçando mais, ouvindo mais, preenchendo a mente com pensamentos saudáveis! Precisamos mostrar para as pessoas que elas têm valor, elas são importantes, são únicas, insubstituíveis, pois ninguém é igual a ninguém, que a vida não se resume há um momento, que a vida é um bem precioso que precisa ser preservado.
É preciso dizer que a vida é um ato de confiança de Deus em nós, Deus acredita que somos capazes de proteger a vida a partir da nossa própria vida. Ninguém está isento de ensinar e de aprender, ninguém veio à existência para nada, todos tem muito a ajudar, colaborar e transformar. – Por uma sociedade sem males –

  • José Nilson se declara, Sacerdote, profeta e rei.
  • * Os texto é de inteira responsabilidade de seus autores e não representam necessariamente a opinião do jornal
Esta matéria foi visualizada503 vezes

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *