APESAR DE NÓS – Por José Nilson

Dia 31 de Dezembro comemora-se o dia da esperança. Para fortalecer nossa esperança, precisamos superar nossas contradições, desejo de vingança, amar mais, agir com lucidez, não valorizar provocações, nem ações perversas de quem quer que seja, vivamos livres em Jesus, assim seremos felizes. Esperança é a virtude que nos ajuda a desejar e a esperar tempos melhores em nossa vida em nosso município, estado e país. É a força que nos faz superar os momentos difíceis.
O mundo, na perspectiva humana, está muito violento, muita falta de respeito e cheio de tragédias. A cada dia, assistimos na televisão, nas redes sociais, seja longe ou perto de nós, cenas de maldade, agressões, violência, seja de humano para com humano, humano para com os animais, humanos contra a natureza. O resultado é tristeza e desilusão.
Precisamos refletir sobre tudo o que está acontecendo e parar de colocar nossas vontades acima de tudo. Os Israelitas, aquele povo que caminhou pelo deserto em busca da Terra Prometida, são exemplos de esperança e resistência, é o que precisamos sempre. Não é por acaso que o último dia do ano foi escolhido para ser o dia da esperança! Ser esperançoso (a) é uma postura que se encaixa em qualquer pessoa e em qualquer momento. O fim e o início de ciclos são ocasiões em que, comumente, são renovadas as expectativas de dias melhores.
A esperança é uma escolha emocional, não racional! É um ato de fé, que dispensa fatos e argumentos racionais. Os sarcásticos afirmam que “a esperança é a última que morre, mas é a primeira que adoece!”. Não deixa de haver um fundo de verdade nisso, muitos perdem a esperança rapidamente diante de situações que parecem sem solução. Nessas ocasiões a esperança é um bálsamo que fortalece e cura o espírito. Renovemos a cada dia a esperança.
Lembro das grávidas, mulheres que trazem no ventre uma nova vida, uma nova esperança. Na gestação, Deus se faz presente no meio de nós. Que a esperança seja renovada a cada dia de nossas vidas. Vou terminar esse texto usando de uma antiga benção irlandesa: Que o caminho venha ao teu encontro. Que o vento sopre sempre ao teu favor. Que o sol brilhe sempre sobre a tua face. E as chuvas caiam leves sobre os teus campos. E até nos encontrarmos de novo, que Deus o (a) segure na palma de sua mão. Não percamos a esperança, acreditemos em Deus, acreditemos na vida. O caminho se faz caminhando.
– Por uma sociedade sem males –

José Nilson é Servidor Municipal, cristão e pai de família em Conselheiro Pena

* O texto é de responsabilidade de seu autor

Comentários

Comentários

Esta matéria foi visualizada355 vezes

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *