SARGENTO JOSÉ DILSON PASSA PARA RESERVA E DEIXARÁ SAUDADES NO PELOTÃO DE CONSELHEIRO PENA

Um militar não se aposenta, ele passa para reserva.  Palavras possuem sentido _ embora muita gente tente ignorar essa incômoda verdade. Existe motivos para que se use o termo reserva e não aposentadoria; o principal, talvez, seja que sempre existe algo de temporário, embora permanente, nesse afastamento. Contraditório? Paradoxal? Claro! Mas assim são as coisas de uma carreira em que se prepara para a guerra desejando que ela nunca venha; que se treina para matar desejando nunca fazê-lo.

O militarismo é algo tão profundo que qualquer sociedade faz a divisão entre militares e civis. O próprio termo civil ganhou significado por oposição ao militar, como ensinam os melhores dicionários. Não que um seja melhor que o outro, como pretendem alguns tolos, apenas que ser militar é algo de especial e até religioso. Para o bem e para o mal.

Enfim, um militar passa para a reserva.

Após 30 anos de trabalho, um dos policiais militares mais conhecidos da cidade  -, Sargento José Dilson, deixa o quadro da ativa e passa a integrar o rol dos militares reformados da Polícia Militar de Minas Gerais.

Foram três décadas vestindo a farda caqui de uma das polícias mais respeitadas do país, destes quase em sua totalidade, foram prestados no Terceiro pelotão da 49 Cia de – Conselheiro Pena.
Prestou relevantes serviços e está deixando sua marcar de ter honrado este compromisso até o último dia de serviço.
Muito bem quisto entre a tropa e o comando,  deixará saudade para seus colegas. E marcando sua despedida, José Dilson realizou uma confraternização por sua passagem para a reserva reunindo militares da ativa e da reserva que trabalharam com ele durante seus 30 anos .

Comentários

Comentários

Esta matéria foi visualizada3.498 vezes

2 comentários em “SARGENTO JOSÉ DILSON PASSA PARA RESERVA E DEIXARÁ SAUDADES NO PELOTÃO DE CONSELHEIRO PENA

  • 18 de março de 2019 em 19:06
    Permalink

    Tive a honra e satisfação de conhecer este profissional e ser humano na grande Conselheiro Pena. Abrilhantou a corporação com honradez e seriedade. Combateu o bom combate e guardou a fé. Sucesso e Deus abençoe sua nova etapa. Forte abraço

    Resposta
  • 18 de março de 2019 em 22:20
    Permalink

    Me lembro quando ele estava para entrar na policia,um comandante foi na cooperativa pedir informações dele, hoje já esta na reserva, parabéns pelos anos servindo e protegendo a população.

    Resposta

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *