QUAL O MELHOR MOMENTO PARA A CRIANÇA COLOCAR O APARELHO ? Por Dra. Fátima Zambon

Os dentes de leite vão dando lugar a dentição definitiva e você vem percebendo que o novo sorriso do seu filho não parece tão alinhado quanto antes? Nada de ignorar os sinais. Deixar a visita ao odontopediatra para depois não é a melhor alternativa para o problema. Descubra qual é o melhor momento para interferir na saúde bucal infantil.
QUANTO MAIS CEDO, MELHOR
Alguns tratamentos quando feitos durante a fase de crescimento são muito mais eficientes. Existem excessões, mas quando tratamos certas anomalias na infância o tempo de tratamento diminui ou não se torna mais necessário na fase adulta.
PENSANDO NO FUTURO
Em alguns casos, até mesmo os dentes de leite podem apresentar irregularidades. pode ser o indício de imperfeições na dentição permanente que ainda irá se desenvolver. Nessas situações, o profissional já pode interceptar o problema usando algum aparelhinho, ou até removendo hábitos como a chupeta, por exemplo, para prevenir ou eliminar problemas futuros.
O APARELHO ORTODÔNTICO É A ÚNICA OPÇÃO?
Apesar de ser o tratamento ortodôntico mais conhecido, o aparelho fixo não é necessariamente a única forma de corrigir imperfeições na infância. Na maioria dos adultos utilizamos o aparelho fixo, mas em crianças é possível usar outros tipos como os ortopédicos, que são eficientes apenas nessa fase. Isso acontece porque a formação óssea e dentária ainda está em andamento e, por consequência, pode ser mais facilmente alterada.
OQUE MUDA NO TRATAMENTO INFANTIL
Existem infinitos tipos de aparelhos que podem ser usados tanto na fase adulta quanto na infantil. O principal fator para decidir o tratamento na infância é saber se a criança está no estágio de dentição decídua (de leite) ou mista. O que temos que lembra que, em crianças, também é importante considerar um tratamento que não machuque muito ou cause algum trauma. Tudo sempre pensando no bem-estar e saúde dos pequenos.

* Cirurgiã Dentista – Especialista em Odontopediatria

** o texto é de inteira responsabilidade da autora e não representa necessariamente a opinião do site

Comentários

Comentários

Esta matéria foi visualizada256 vezes

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *