ACIDENTE NO TREVO DE GALILÉIA – CARRETA NÃO TERIA PARADO PARA ENTRAR NA RODOVIA E COROLA BATE NA LATERAL

BR-259 – Um grave acidente envolvendo uma carreta e um Corola, foi registrado pela Polícia Militar Rodoviária no dia 06/03, na altura do KM 103 no trevo da cidade de Galiléia.

Quando os militares chegaram ao local encontraram o trânsito totalmente parado,  com vários veículos e pessoas, próximas local do acidente.

A “Carreta” esta obstruindo totalmente a via de trânsito, com a composição atravessada sobre as duas faixas de trânsito e o Corola preso lateralmente à carreta.

Segundo relatou para a Polícia, o condutor do Corola, Danilo Nicole, disse que transitava pelo local, quando deparou com a “Carreta” entrando na via, repentinamente na lateral do trevo, na saída da cidade de Galiléia, não tendo parado para entrar, e mesmo acionando os freios de seu veículo, não conseguiu evitar a colisão na lateral e a mesmo assim o condutor da carreta  continuou a seguir em frente arrastando seu veículo por alguns metros.

O condutor da “Carreta” Edson Martins, disse aos militares que  transitava pelo local,  saindo da via lateral do trevo de Galiléia, realizando a manobra para entrar na BR, parando na placa “pare”, observou o fluxo na via, porém não viu nenhum veículo em transito naquele momento, e após entrar na via, para conclusão da manobra, surgiu o  Corola, transitando em alta velocidade, vindo a colidir na lateral “da Carreta”

O condutor do Corola, teve como ferimentos hematoma no crânio, escoriações na perna esquerda e na face, porém, segundo a Polícia, ele dispensou cuidados médicos no momento, e disse que se encaminharia por meios próprios posteriormente para atendimento especializado.

O condutor da ‘Carreta” não teve ferimentos aparentes. Ambos foram submetidos ao teste do bafômetro e deu como resultado negativo, para consumo de álcool.

Após o atendimento a rodovia foi liberada e fluxo dos veículos normalizado.

Equipe PM: Sgt Gilson Maia e Sgt Andre Chaves

 

Comentários

Comentários

Esta matéria foi visualizada4.051 vezes

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *