AÇÃO CONJUNTA DAS POLÍCIAS CIVIL E MILITAR DESMANTELA QUADRILHA DE TRAFICANTES EM QUATITUBA

Itueta/Quatituba – Pelo menos 5 pessas foram presas no distrito de Quatituba, por envolvimento com o tráfico de drogas, na noite do dia 02 para o dia 03/10.
A Polícia Militar vinha recebendo várias denúncias de que no distrito de Quatituba, no local conhecido como “Suvaco da Cobra” 04 homens e 1 mulher haviam se associado para instalar uma organização criminosa, afim fazer o comércio de drogas e proteger uma boca de fumo.
Os militares trabalharam com a informação de que 03 dos integrantes seriam de Belo Horizonte. Durante uma operação para desmantelar o grupo, ao visualizarem os militares, os suspeitos fugiram por um matagal nas proximidades do distrito.
Os Policias então abordaram um dos suspeitos, e ele relatou que o grupo estava armado e usariam Quatituba como base para fazer a distribuição de drogas pela região. Um outro integrante da quadrilha também foi preso em casa e indicou onde parte das drogas estariam escondidas em um matagal. Foram presos: L. F. O. C.; D. M. P. A.; F. A. S.; P. P. A.; e G. K. L.

Foram apreendidos 2 revólver calibre 38, 10 munições intactas calibre 38,  13 sacolas de maconha,  52 pedras de crack,  3 Papelotes de cocaína,  R$2.894,00 e  3 aparelhos celulares que a Policia acredita conter informações sobre o tráfico de drogas
Apos uma acareação entre os detidos, uma ação conjunta entre a Polícia Militar e a Polícia Civil de Minas Gerais, com apoio da ROCCA do 6.º batalhão, foi montada na manhã de 04/10, afim de prender os integrantes do bando e localizar o o esconderijo onde as drogas estariam escondidas.
As equipes usaram de um Cão farejador no terreno, e conseguiram localizar drogas em quatro pontos , sendo um total de 30 porções de maconha e 27 pedras de crack.

Os entorpecentes apreendidos foram encaminhados a Delegacia de Polícia Civil de Resplendor.

Equipe de Militares: Ten Anderson, Sgt Fagundes, Sgt Coleta, Cb Justino, Sd Lucas, Sgt Ezequiel, Sd Santana,
Polícia Civil: Delegado Dr. Giovane e Investigador Angelo

Esta matéria foi visualizada807 vezes

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *